quarta-feira, 30 de outubro de 2013

PROJETO TESTAMENTO DA ÁRVORE


Tema: Testamento da Árvore.


Duração: 25 de setembro a 07 de outubro/2013

 

Clientela: Alunos do pré-b.

 professora : Aline Pires Couto

Justificativa: Logo no início da primavera, em 21 de setembro, é comemorado o Dia da Árvore. Essa data foi escolhida porque os povos indígenas costumavam homenagear as árvores na época das chuvas ou quando preparavam a terra para plantar. Garantir a riqueza do meio ambiente e incentivar o reflorestamento é importante porque ter a natureza por perto traz muitos benefícios para todos nós. Fazer a sombra para podermos descansar em um dia de muito calor e ser a moradia e fonte de alimento para muitos animais são algumas das funções das árvores. E é nossa responsabilidade protegê-las! A exploração descontrolada tem contribuído para a extinção das espécies, acaba com as florestas e ainda prejudica os animais que vivem no local. A boa notícia é que todos podem colaborar para diminuir a destruição das árvores e tornar o mundo um lugar cada vez melhor para se viver. Com atitudes simples como não desperdiçar papel e fazer reciclagem, não comprar madeiras que estejam em risco de extinção e não deixar que nenhuma árvore seja derrubada sem a autorização, você ajuda a preservar a natureza.

Objetivo geral: Resaltar e conscientizar a importância da árvore no nosso Planeta, assim como as plantas, flores e animais do jardim.

Objetivos específicos:

·         Sensibilizar os alunos para o assunto “desmatamento”;

·         Sensibilizar os alunos para os benefícios da árvore no dia a dia de todos os seres vivos;

·         Promover o cuidado com o meio ambiente;

·         Nomear as partes de uma planta;

·         Conhecer a metamorfose das borboletas através da historia contada;

·         Desenvolver a linguagem oral e escrita;

·         Ampliar o vocabulário;

·         Desenvolver e trabalhar a coordenação motora ampla e fina;

·         Desenvolver e estimular a expressão corporal;

·         Reconhecer, relacionar os números e quantidade 1 a 10.

·         Trabalhar a coordenação motora fina.

Conteúdos:

·         Dia da árvore – desmatamento e benefícios;

·         Partes de uma planta;

·         Germinação de uma planta;

·         Alimentos que a planta nos dá;

·         Metamorfose;

·         Expressão oral;

·         Histórias contadas;

·         Coordenação motora – ampla e fina;

·         Discriminação auditiva e visual;

·         Ritmo e dança;

·         Artes plásticas;

·         Dramatização e criatividade;

·         Sistema de numeração – noção de quantidade.

 

Metodologia:

      Conversas e debates relacionados ao tema;

      Grafismo – desenho, pintura, traçado, dobraduras e modelagem;

      Atividade de pesquisa, recorte e colagem;

      Historinhas: O TESTAMENTO DA ÁRVORE; A PRIMAVERA DA LAGARTA; ACONTECEU COM MARGARIDA; AS SEMENTINHAS;

      Confecção do livro gigante – O TESTAMENTO DA ÁRVORE;

      Roleta dos alimentos;

      Bingo das frutas;

      Histórias em sequencias;

      Construção do Jogo da árvore;

      Mural da primavera.

 

Culminância: Dramatização da historinha – As sementinhas.

 

Avaliação: Avaliação será contínua, através da observação diária das crianças no desempenho de suas atividades, no relacionamento com os colegas e com a professora.

 

 

 

 

 

 

 

PROJETO FOLCLORE


Tema: Folclore


Duração: 22 a 30 de agosto/2013.

 

Clientela: Alunos do pré-b.

 Professora: Aline Pires Couto

Justificativa: As crianças vivem num mundo imaginário onde são capazes de pensar e agir imitando situações variadas. Com isto, vemos a importância de se trabalhar o Folclore. Pensamos aqui, no Folclore como um grande quebra-cabeça, um grande brinquedo, em que cada peça é fundamental: as danças, as lendas, as brincadeiras, as parlendas, as adivinhações, as cantigas, as receitas, os brinquedos, etc. Essas são as peças que formam esse jogo chamado cultura brasileira. Quanto mais se brinca com esse jogo mais se conhece a cultura do nosso país, logo ele não poderia ficar fora do espaço pré-escolar.

 

Objetivo geral: Promover o desenvolvimento integral das crianças, dentro de um ambiente com propostas lúdicas e de cunho educativo, pois a cultura de um povo é um bem precioso que deve ser cultivado. E nosso objetivo é tirar a poeira da palavra Folclore e brincar com as possibilidades que ela oferece.

 

Objetivos específicos:

·         Valorizar as manifestações culturais;

·         Estimular o gosto pelo pela cultura popular;

·         Resgatar brinquedos e brincadeiras folclóricas;

·         Conhecer algumas lendas folclóricas;

·         Desenvolver a socialização da criança, incentivando o trabalho em grupo;

·         Desenvolver a linguagem oral e escrita;

·         Ampliar o vocabulário;

·         Propiciar às crianças a participação em diversas brincadeiras;

·         Estimular o ritmo, a criatividade e prazer pelas cantigas de roda;

·         Desenvolver e trabalhar a coordenação motora ampla e fina;

·         Desenvolver e estimular a expressão corporal;

·         Identificar e relacionar a letra inicial de cada personagem do folclore;

·         Identificar as vogais;

·         Reconhecer os números e quantidade 1 a 10.

 

 

Conteúdos:

·         Data comemorativa – Folclore;

·         Personagens das lendas do folclore;

·         Coordenação motora – ampla e fina;

·         Discriminação auditiva e visual;

·         Expressão oral;

·         Esquema corporal;

·         Ritmo e dança;

·         Músicas;

·         Artes plásticas;

·         Dramatização e criatividade;

·         As vogais;

·         Sistema de numeração – noção de quantidade.

 

 

Metodologia:

• Conversas e debates relacionados ao tema;

• Grafismo – desenho, pintura, traçado, dobraduras;

• Recortes e colagens;

• Jogo – memória e quebra-cabeça;

• Reprodução de histórias;

• Músicas – cantigas;

• Historinhas e lendas;

• Confecção da SEREIA IARA com rolo de papel higiênico;

• Construção da Árvore do Curupira;

• Confecção do espelho da IARA;

• Confecção do brinquedo PIÃO;

• Confecção dos DEZ SACIZINHOS;

• Construção do Boitatá com meia;

• Construção de brinquedos;

• Teatrinho das “Travessuras de Saci-Pererê”.

 

Culminância: apresentação do teatrinho: “Travessuras de Saci-Pererê”.

 

Avaliação: Avaliação será contínua, através da observação diária das crianças no desempenho de suas atividades, no relacionamento com os colegas e com a professora.

 

 

 

 

 

 

 

 

PROJETO EU SOU GAÚCHO


Tema: “Eu sou gaúcho!”.

Duração: 09 a 20 de setembro/2013.

Clientela: Alunos do pré-b.

Professora: Aline Pires Couto 

Justificativa: Este tema foi elaborado devido à importância de contribuir para a compreensão do sentido de identidade, valorizando nossas raízes e despertando no educando de uma forma lúdica e prazerosa, o gosto pela tradição gaúcha.

Objetivo Geral: Conhecer e resgatar a tradição gaúcha, valorizando nossas raízes.

Objetivos específicos:

·        Conhecer um pouco da cultura Gaúcha,

·        Desenvolver a linguagem oral, a musicalidade e a criatividade;

·        Visualizar e interpretar imagens;

·        Dramatizar e interpretar a música EU SOU DO SUL;

·        Promover a socialização;

·        Reconhecer letras, números e quantidades;

·        Proporcionar atividades lúdicas;

·        Conhecer nossa Bandeira do Rio Grande Sul;

·        Identificar as cores da nossa Bandeira e seus significados.

Conteúdos:

·        Data comemorativa – Semana Farroupilha;

·        Personagens da cultura gaúcha – prenda e gaúcho;

·        Coordenação motora – ampla e fina;

·        Discriminação auditiva e visual;

·        Expressão oral;

·        Esquema corporal;

·        Ritmo e dança;

·        Músicas;

·        Cores;

·        Artes plásticas;

·        Dramatização e criatividade;

·        Alfabeto;

·        Sistema de numeração – noção de quantidade.

 

Metodologia:

·        Diálogo sobre o nosso estado e nossa cultura;

·        Visualização e descrição da bandeira do Rio Grande do sul;

·        Confecção de cartão com o nosso típica cuia de chimarrão;

·        Pintura, recorte e colagem;

·        Pintura do gaúcho e da prenda;

·        Roda de chimarrão;

·        Músicas e danças tradicionalistas;

·        Apresentação da música EU SOU DO SUL;

·        Confecção da Bandeira do Rio Grande do Sul;

·        Realização de um churrasco e degustação no almoço;

·        Desfile da mais bela prenda e gaúcho.

 

Culminância: apresentação da música e dança: “EU SOU DO SUL.”.

 

Avaliação: Avaliação será contínua, através da observação diária das crianças no desempenho de suas atividades, no relacionamento com os colegas e com a professora.

 

CRONOGRAMA PARA SEMANA FARROUPILHA

PARA EMEI VOVÓ JURA.

 

 

 
SEGUNDA-FEIRA (16/09)
TERÇA0FEIRA (17/09)
QUARTA-FEIRA (18/09)
QUINTA-FEIRA (19/09)
SEXTA-FEIRA (20/09)
MANHÃ
MÚSICAS GAÚCHAS
HORA: 10h
 
RODA DE CHIMARRÃO COM MÚSICAS GAÚCHAS.
DESFILE DE PRENDINHAS E GAUCHINHOS.
HORA: 10h
APRESENTAÇÃO DO PRE-B
REALIZAÇÃO DO CHURRASCO P/ ALMOÇO.
HORA: 10h
 
TARDE
 
DANÇAS GAÚCHAS: APRESENTAÇÃO DO GRUPO DAS EMEFS.
HORA: 16 h
RODA DE CHIMARRÃO COM MÚSICAS GAÚCHAS.
DESFILE DE PRENDINHAS E GAUCHINHOS.
HORA: 14h30minh
APRESENTAÇÃO DO PRE-A
RODA DE CHIMARRÃO COM RAPADURAS.
HORA: 14h30min
 
DESFILE

 

 

 

Postagens antigas

Link-me 2

Link-Me


Em qual área da educação que você trabalha?

Prometo:

Prometo valer-me do conhecimento que me foi dado como instrumento de mudança e construção de um mundo onde o homem possa realizar-se com liberdade. Prometo, no exercício de minha profissão, enfrentar os desafios que a educação me propõe, com criatividade, perseverança e competência, buscando novos caminhos para o processo educacional. Prometo envolver-me com meus alunos no espaço que existe entre teorizar e viver a prática, porque acredito ser nesse espaço que educadores e educandos se encontram e se transformam mutuamente. Prometo não isolar no gabinete da Administração Escolar, mas dele partir para uma realidade mais abrangente, em que eu possa enxergar o homem no seu contexto social e político e que o meu trabalho na educação tenha um sentido justo, observando sempre os dispositivos legais e éticos da profissão.